O rito do Governo

    0
    239

    Nesta época de pós crise se vive um dilema em Mato Grosso, será que o câmbio é bem vindo em nosso estado, procuramos saber se profundamente o produtor é afetado neste quesito.


    Ultimamente centenas de produtores se reunirão em rebelião contra o governo reivindicando tal fundo que nem eles acredita se o governo usou ou não, mas de tal maneira fizeram seus finca pés diante deste governo.
    Será mesmo que Mauro Mendes ia deixar esse desfavor em seu governo, acredito obviamente que lógico que não, alguns produtores que aí estão, estão com o saco cheio de dólares e disse ser atacado pela Fazenda Pública, mas não pense eles que Mauro é burro.


    Nesta edição indagamos os leitores que punha esse jornal de pé, e absorvemos esse quesito.
    Neste governo produtor nenhum irá beneficiar tanto que nos outros, notas fiscais frias, esquentadas, e importação ilegal de produtos de insumos, isso eles esconde do fisco, porque agora querem por regras no que o governo acha melhor pro povo matogrossense, agora digo o seguinte: nenhum produtor lá presente está pedindo comodato ou abrindo falência em sua propriedade, posso dizer o seguinte que o governo sim, está endividado e precisando dos agricultores.


    Nesta crise que se instalou neste estado, os produtores tem culpa, culpas que nem a cifra bilionária do agronegócios esteve tão bem em nosso estado, os produtores andam debruçados em suas mansões, comendo do bem e do melhor, vivendo nas costas desse governo que carrega como cangotes, e não é mentira, olha o excesso de arrecadação que o estado tornou nestes últimos 15 anos, foi ótimo, mas o produtor quase não contribuiu com sua renda, renda essa que sonega o quanto pode e abusa do poder público como se fosse o chefe do estado.


    Agora vivemos um dilema enorme, a cifra que corresponde ao agronegocio está estagnada devido a falta de fiscalização nas fazendas, a operação “cutia não se esconde” deveria solucionar o quanto esse governo pode atacar esse agronegocio que sonega e não está nem aí. Só reclama da vida boa que leva.


    Agora nesta edição de hoje fomos até a Fazenda Bom Futuro, saber do Senhor Eraí Maggi, qual seria a solução melhor de driblar essa crise em nosso governo, sabe o que disse: “Nunca vamos arcar a esse que está aí.” brincadeira né, vindo do setor do agronegócio uma fala tão ingénua e perpetua de maculação, será que nossa reportagem também sabia o que se esperava, não, claro que não, vindo de um produtor tão rico que só explora nossas terras. Não acredito nisso.

    Da Redação

    NO COMMENTS

    LEAVE A REPLY