Assembleia homenageia profissionais da gastronomia e restaurantes

    0
    127

    A cerimônia foi requerida pelos deputados Janaina Riva e Wilson Santos.

    A Assembleia Legislativa realizou sessão especial para homenagear chefes de cozinha, donos de restaurantes e representantes da classe gastronômica do Mato Grosso na noite de segunda-feira (13). A cerimônia foi requerida pelos deputados Janaina Riva (MDB) e Wilson Santos (PSDB).

    Foram agraciados com moções de aplausos 93 chefes e estabelecimentos. O chefe e consultor Fernando Mack foi um dos responsáveis por selecionar os homenageados. “[Foram escolhidos] os profissionais que têm estabelecimento que estão perdurando e os profissionais que estão atuando no mercado em seus nichos de maneira diferenciada”, explicou Mack.

    Uma das homenageadas foi a doceira Helaine Magalhães, proprietária da Flor de Coco. Ela usa técnicas antigas para fazer seus doces e também trabalha com doces regionais, como o furrundu, experimentando novos formatos. “É muito bacana e um incentivo para os profissionais”, comentou sobre a sessão. O chefe Irapuan Carvalho, que atua nos restaurantes Acácia, Arado Natural e Da Feira, também foi contemplado. “É uma demonstração de que a profissão está sendo mais reconhecida”, avaliou. Ele aponta que o cenário gastronômico está cada vez mais profissional e acredita que a maior oferta de cursos voltados para o setor vai ajudar ainda mais a destacar a culinária mato-grossense.

    Ainda receberam moção de aplausos quatro chefes que atuam fora do estado. Um deles é o Marcio Moreira, que já comandou a cozinha experimental do programa Mais Você. Ele se diz privilegiado por poder conhecer a culinária de Mato Grosso e destaca seu gosto pelo peixe daqui. “A maneira como [os peixes] são trabalhados aqui é diferente. A mujica é fantástica”, ressaltou Moreira.

    Os autores do requerimento da sessão especial, deputados Janaina Riva e Wilson Santos, destacaram a importância do setor para a economia do estado. De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o setor de alimentação fora de casa gera cerca de 450 milhões de reais de faturamento para o estado por mês e emprega aproximadamente 70 mil pessoas em Mato Grosso. 

    “É a primeira vez que um estado faz uma homenagem a chefes de cozinha, proprietários de restaurantes, que contribuem muito para a economia do estado, que dão emprego, geram renda e pagam impostos”, afirmou Janaina. Ela ainda lembrou que apenas alguns foram contemplados, mas que o reconhecimento vai continuar nos próximos anos. “A gente vai tentar fazer no que vem um prêmio para premiar os chefes mato-grossenses”, explicou a parlamentar.

    O deputado Wilson Santos também falou sobre a riqueza gastronômica do estado. “A culinária é um dos traços da nossa cultura”, defendeu. “Aqui tem baguncinha de pacupeva, carne seca com banana da terra verde, farofa não só a tradicional do bandeirante, mas também criamos a farofa de banana, sem falar do peixe”, exemplificou.  

    Festival gastronômico – No encerramento da noite, a Abrasel lançou o evento Brasil Sabor, que começa no próximo dia 16. Os pratos do festival foram apresentados no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros e puderam ser provados pelo público. Restaurantes como o Bendito, Rock Burger e o Mirante das Águas expuseram pratos.

    Também atuaram como parceiros para a realização do evento a Fecomércio, o Sebrae-MT, as universidades Unic e Univag, o Senac, o Sesc, o Conselho Regional de Nutrição, o IGA, o Sindicato de Bares e Restaurantes de Várzea Grande, o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de MT e o Instituto Memória.

    INGRIDY PEIXOTO / Secretaria de Comunicação Social

    SEM COMENTÁRIOS

    DEIXE UMA RESPOSTA